MEU PESO

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

É impossível explicar o inexplicável! Ontem eu era uma pessoa (e confesso que tenho saudades dessa pessoa) hoje sou outra totalmente diferente. O que ontem me fazia chorar de emoção, hoje vejo com desdem! O coração que era músculo, hoje é pedra! Ressuscita-me!

domingo, 16 de fevereiro de 2014

CONTRADITÓRIO

As vezes minha cabeça pensa tanta coisa ao mesmo tempo que os sentimentos e emoções se confundem. Me sinto num emaranhado de sensações, desejos, frustrações, medos, inquietações...
Onde encontrar tantas respostas?

Já venci tantas lutas e também perdi muitas batalhas, mas rastejo-me com o resto da força que tenho para jamais desistir da guerra. Muitas vezes me vejo como meu maior aliado, mas algumas outras sou meu maior inimigo. Eu mesmo imagino pedras de tropeço no meu caminho. Acho que vou cair sem ao menos tentar caminhar. Talvez eu mesmo poderia escrever um livro de auto-ajuda para me ensinar que mesmo que eu caia, existe a possibilidade de levantar, olhar para frente e recomeçar a caminhada... sim eu sei disso! Mas ao mesmo tempo isso parece ser tão mais fácil na vida das outras pessoas!

Seria tão mais fácil se você olha para mim e conseguir enxergar a transparência eu eu insisto em esconder.

Tudo aquilo que penso e não consigo dizer você pode ver no fundo dos meus olhos ou sentir na minha respiração ofegante, cansada, inquieta desiludida...

Posso ser visto como uma pessoa emotiva demais, ou talvez como alguém que tenha um coração impenetrável.

Pode ser que nenhuma destas palavras te faça sentido, mas pode ser que uma delas, eu disse APENAS UMA,  mude por completo sua vida.

Esse texto eu não escrevi pra mim. Eu escrevi pra nós! Ele é contraditório, mas fala apenas a verdade, mesmo que ela esteja escondida nas entrelinhas...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

DANCE COMIGO



Eu quero dançar
mas não sei os passos
numa tentativa desajeitada
balanço meu corpo
não ha harmonia
fico fora do ritmo.
e todos se afastam
fico sozinho na pista...

Quero aprender
mas preciso que alguém me ensine
que tenha paciência quando eu pisar seus pés
quando eu perder o ritmo, coloque suas mãos em minha cintura e me conduza,
que me motive quando eu achar que não consigo, que não sou capaz...
quando eu errar os passos me corrija e dance com o rosto coladinho no meu
e assim, ao sentir seu perfume direi:
Como é bom dançar com você!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

NO FUNDO DA ALMA


Algumas pessoas dizem que o sentimento vem do coração, outras afirmam que tudo é sentido no cérebro. Eu, porém, acredito que usamos os dois órgãos pra para formarmos nosso sentimento. Pensando nisso lembrei-me da expressão no “no fundo da alma”  e acho que esse é o termo correto para expressar os nossos sentimentos e desejos mais profundos.
                Os nossos sentimentos vêm das nossas sensações e experiências vivadas. É aquilo que julgamos ser certo a fazer, o que consideramos politicamente correto porque já o fizemos ou vimos alguém fazer.  O desejo é diferente, ele provém daquilo que ainda não experimentamos, daquilo que é novo, o que é desconhecido ou ainda não foi saciado.
                Uma pessoa sente que precisa ter alguém pra compartilhar uma vida, dividir sua cama, seus sonhos, seus planos entre tantas coisas. Porém ela deseja estar com uma nova pessoa a cada dia, deseja conquistar várias pessoas por uma noite para se sentir amada e desejada, e assim vai se iludindo achando que dessa forma está aproveitando a plenitude da vida.
                E onde é o fundo da alma? O que guardamos lá? E porque guardamos as coisas lá? O fundo da alma é confuso. Acredito que o fundo da alma é um labirinto de emoções, um labirinto escuro e que por vezes nos perdemos no meio dele. Nesse labirinto escondemos as repostas das questões da nossa vida. Escondemos por medo de termos que tomar atitudes ou mudar nosso comportamento. Mexer no fundo da alma causa dor, sofrimento, angustia e muitos outros desconfortos.  Mas quando encontramos o caminho e aprendemos a exteriorizar o que estava jogado lá no fundo nos sentimos libertos, cheios de vida e felizes.
                Penso que anda não encontrei o caminho para o fundo da minha alma. Sei que essa não é uma tarefa fácil, uma vez que nossa alma é tão complexa e chegar lá no fundo é uma viagem repleta de emoções. A viagem é longa, mas as experiências mesmo que dolorosas são enriquecedoras. Por muitos anos da minha vida deixei de viver minha vida para viver aquilo que as outras pessoas achavam ser certo pra mim. Hoje, no entanto, penso que ninguém tem o direito de guiar minha vida. Ninguém tem o direito de me fazer triste. Eu sou o dono da minha própria alma, do meu próprio destino. Eu decido quem vai andar do meu lado, e se quem estiver do meu lado quiser tomar outro caminho, ainda que eu pense que aquele não seja o melhor caminho, não poderei prendê-la.  A liberdade é um dom que prezo. E se for da vontade do destino, essa pessoa cruzará minha vida novamente, seja daqui alguns dias ou vários anos. E tenho a certeza que ambos, embora trilhado por caminhos diferentes estaremos cheios de historias pra contar e quem sabe pegaremos o mesmo caminho novamente.
                E você já sabe o que tem no fundo da sua alma? Sabe o caminho pra lá? Se você sabe, por favor, conte-me! Eu quero muito aprender.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Correr Devagar, Andar Com Passos Rápidos

Acredito que você assim como eu já teve um pesadelo daqueles que tentou correr mais seu corpo não obedecia. A sensação de impotência e medo é horrível, porém ao acordar, mesmo que o coração esteja acelerado aos poucos sentimos um alivio, pois tudo foi apenas um sonho ruim.
Assim como nos sonhos existem pessoas que querem correr, no entanto estão presas a fortes correntes. Podemos dizer que são correntes das nossas limitações, sejam financeiras, familiares, sociais ou físicas. Mas a pior corrente é quando nós mesmos nos prendemos ao medo. Medo de correr, medo da mudança, medo que a religião impõe em nossa mente, medo do que as pessoas pensarão de nossas atitudes, medo do que nossa família achará diante de nossas escolhas entre tanto outros medos, e desta forma deixamos de viver nossos desejos e vivemos a favor dos outros. Dizemos sim aos outros e negamos a nos mesmos.
Há quem dique que o homem tem que realizar três coisas na vida pra sentir-se completo: ter um filho, escrever um livro e plantar uma árvore. Acredito que eu mesmo achei que essas seriam realizações fantásticas, mas hoje eu não quero apenas isso. Eu quero viver! Não quero ser um “vivo morto” agora, assim como não quero ser um “morto vivo” no futuro, assassinado pelas lembranças de coisas que eu poderia ter feito quando era jovem e que não poderei fazer devido a corrente da idade que não nos permite fazer um tanto de coisas.
Não podemos viver com pressa, mas precisamos ter pressa de viver. Viver cada segundo com intensidade é meu lema. Já perdi muito tempo vivendo de vagar minha vida e correndo com a vida dos outros. A vida nós faz correr tanto pra alcançar nossos objetivos que na maioria das vezes esquecemos o que realmente importa. E o que importa são os momentos que vivemos com as pessoas especiais. Eu não preciso correr pra ter dinheiro pra comprar o mundo, quero apenas o suficiente pra tomar um café com um amigo e eternizar esse momento em nossas memórias. Não quero comprar coisas, quero conquistar pessoas. Quero sonhar, quero ser romântico todos os dias, quero viver apaixonado, quero a simplicidade de fazer a vida diferente a cada dia, quero viver um amor com intensidade mesmo que ele dure apenas um dia. Não preciso de carros, casas ou riquezas. Preciso de amigos verdadeiros, de pessoas que se lembrem de mim. Na verdade nem preciso ser importante na vida de muitas pessoas, basta que seja importante para apenas uma.
Eu tenho desejo de viver! Corro para a vida!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

As Voltas Que o Mundo Dá

Um dia aquele que era seu amigo torna-se seu maior inimigo a ponto de te ameaçar de morte! A pessoa que você pensou em construir uma vida em comum agora só quer destruir o que você está construindo. Aqueles que festejavam junto com você na sua casa agora atravessam a rua para não te cumprimentar. Aquela religião que você acredita ser a certa hoje não passa de mais uma como as outras e aquelas que você abominava passam a fazer algum sentido. Um dia você amou muito uma pessoa, um amor que você achava que nunca  acabaria, depois você odiou tanto essa mesma pessoa a ponto de não querer vê-la nunca mais, e hoje você encontra nesta mesma pessoa um grande amigo.
Em cada volta deste nosso mundo ganhamos e perdemos amores, afetos, desafetos, amizades e inimizades. Algumas pessoas nos acompanham sempre nessa caminhada, mesmo que estejam longe elas conseguem se fazer presentes, outras porém estão tão perto e ao mesmo tempo tão distantes.
E é assim, no meio de tantos erros e acertos é que crescemos! As experiências da vida nos mostram que somos seres incompletos, imperfeitos e imprevisíveis. Somos uma nova pessoa a cada dia! Hoje já não sou aquele homem de ontem, assim como amanhã serei um diferente de hoje. E desse jeito o machucado que hoje sangra, amanha é apenas uma cicatriz. O perdão toma o lugar do ódio. A paixão transforma-se em amor e o amor numa grande amizade. O amigo que anda por tanto tempo contigo agora é como se fosse um irmão.
Se a volta de hoje parece pesarosa é porque estamos aprendendo e ao terminá-la estaremos mais preparados e mais fortes. E se encontrarmos alguém numa caminha difícil podemos apoiá-la em nossos ombros até que ela tenha força pra caminha sozinha, isso é o que chamo de compaixão.
Olhar pra trás somente se for pra reaproveitar as boas experiências nunca para lamentar-se. Mantenha seu foco, não desanime, se algo parecer difícil, respire fundo, encha o peito de coragem e determinação e vá, não desista. Se sentir dor deixe que elas escorram junto com suas lágrimas, mas viva intensamente cada volta, cada passo! Viva! E viva o agora! Nenhuma volta é igual a outra!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Gostei muito do poema escrito por Luiza Dias, então transcrevo ele aqui.

ALMAS


Duas almas que constroem uma estrada juntas, não sabem como esse trajeto será,
mas apenas tem certeza quase sobre humana que têm que construir juntas.
      São vidas independentes, mas harmonicamente. são autônomos, mas responsáveis
      Consistentes no que sentem e tem a certeza do que realmente sentem;                      Quando se ama de verdade, o amor traz a certeza para nossa alma e temos a confirmação desse amor.
      Não apenas um amor carnal.
      Mas um sentimento verdadeiro que se entranha alma.
      Que não deixa existir magoas, rancores, ou qualquer outro tipo de sentimento que traga
tristeza ao coração.
      Amor é algo que se sente independente da vontade de alguém e é um sentimento muito pessoal é como uma impressão digital .
      Por isso não existirão nunca dois amores iguais
      Amor não é para ser entendido nem correspondido.
      Amor é para ser vivido compartilhado
      Nunca cobrado.  

sexta-feira, 15 de abril de 2011


Faz tempo que não posto a música de hoje. Parece que vivo num país que só tem tempestade! A música é propícia para essa semana!

Storm

How long have I been in this storm?
So overwhelmed by the ocean's shapeless form
Water's getting harder to tread
With these waves crashing over my head

If I could just see you
Everything would be all right
If I had see you
This storm would turn to light

And I will walk on water
And you will catch me if I fall
And I will get lost into your eyes
And know everything will be all right
And know everything is all right

I know you didn't bring me out here to drown
So why am I ten feet under and upside down
Barely surviving has become my purpose
'Cause I'm so used to living underneath the surface

If I could just see you
Everything would be all right
If I had see you
This storm would turn to light

And I will walk on water
And you will catch me if I fall
And I will get lost into your eyes
And know everything will be all right
And I will walk on water
And you will catch me if I fall
And I will get lost inyo your eyes
And know everything would all right
And know everything is all right
Everything is all right
(Yeah)
Everything is all right
(Yeah)

Tempestade

Há quanto tempo eu estou nessa tempestade?
Tão oprimido pelo oceano informe
Está se tornando cada vez mais difícil caminhar sobre as águas
Com essas ondas quebrando em minha cabeça

Se eu apenas pudesse te ver
Tudo ficaria bem
E se eu pudesse te ver
Essa tempestade viraria luz

E eu vou caminhar sobre as águas
E você vai me segurar se eu cair
E eu vou me perder dentro dos seus olhos
E tudo ficará bem
E tudo ficará bem

Eu sei que você não me trouxe aqui para me afogar
Então por que eu estou a dez pés de profundidade de cabeça para baixo?
Mal sobreviver se tornou meu propósito
Por que eu estou tão acostumado a viver de baixo da superfície

Se eu apenas pudesse te ver
Tudo ficaria bem
E se eu pudesse te ver
Essa tempestade viraria luz

E eu vou andar sobre as águas
E você vai me segurar se eu cair
E eu vou me perder dentro dos seus olhos
E tudo ficará bem
E eu vou caminhar sobre as águas
E você vai me segurar se eu cair
E eu vou me perder dentro dos seus olhos
E sei que tudo está bem
E sei que tudo está bem
Tudo está bem
É
Tudo está bem
É

Caminhei sobre as águas esperando você segurar minha mão, mas infelizmente deixou-a escapar, e mais uma vez estou eu me sentindo "max" sozinho!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

...É PREJUDICIAL A SAÚDE

.


Drogas, fumo, café, frituras, comidas gordurosas, refrigerantes, produtos artificiais, açúcar em excesso, obesidade, sedentarismo, falta de higiene pessoal, tomar medicamentos sem orientação medica, enfim, a lista é grande e tudo isso acarreta muitos males a saúde. Nosso corpo é atacado pelos fenômenos naturais, como o frio, calor, chuva ou pela poluição, por insetos, bactérias, vírus...
Outras vezes descuidamos de nossas saúde num aspecto emocional. É algo meio que inconsciente. Guardamos mágoas, ressentimentos, rancor, inimizades, desafetos e isso tudo vai virando uma bolsa de fel dentro do nosso peito e isso se espalha por todo nosso corpo  tornando nos amargos, azedos,  angustiados, deprimidos, ásperos, secos, frios, avarentos, pirracentos... isso nos adoece, nos mata, mesmo que não percebamos!
Eu já provei do sentimento de angústia. Não sei se seria capaz de fazer você me entender o que é isso! Mas angústia é uma dor no peito, uma dor física mesmo, parece que você não cabe em lugar nenhum, nada está bom, você sente vontade de fugir, de ficar longe de você mesmo. Eu queria ter um botão que me desligasse por alguns minutos, ou horas, ou dias! 
Nunca sofri mais com um sentimento do que sofri com mágoas. Sentimento horrível é a mágoa! Essa é como um ferrugem que te corrói aos poucos, até que chega o tempo que sobra apenas o pó da ferrugem. Vivi com uma mágoas mais de 20 anos da minha vida e felizmente consegui eliminar ela a cerca de dois anos, porém, outra mágoa, de outra pessoa entrou no lugar! Não quero carregar isso por mais vinte anos e faço de tudo pra superar, porém ainda é algo muito recente. Mas quero superar isso, e vou!
Tudo aquilo que desejamos fazer deve ser feito. Sem medo, sem reserva, sem preconceito, sem culpa. Devemos ser como crianças, puras, confiantes, alegres, dispostas a amar e perdoar sempre. Elas não se envenenam com sentimentos egoístas que nós adultos temos. Não espere demais dos outros e não cobre muito de você. Apenas viva! Faça aquilo que te da prazer!
Entre muitas coisas que pode fazer, arranje um tempinho pra ficar a sós com você mesmo! Reflita! Medite! Exercite sua fé seja no que for! Sonhe! Nossa como é bom sonhar! Sonhe com a casa dos seus sonhos, imagine-se dirigindo o carro dos seus sonhos. Acredite nos seus sonhos, para que quando acordar tenhas força pra torná-lo realidade. Objetivos alcançados um dia foram sonhos sonhados!
Sorria! É isso mesmo! Sorria! Agora sorria novamente! Relaxe, não tenha pressa! Sinta a brisa no seu rosto! Enquanto não surge o sol dance na chuva! Seja Pollyanna! Toda moeda tem dois lados e seus problemas também, procure o lado bom de tudo!  Não viva numa eterna auto comiseração. É triste demais viver esperando pela piedade e compaixão dos outros. Esqueça o passado que já passou. Ame quem te ame e ignore quem te despreza! Não quero nunca que as pessoas que amo se tornem pessoas...

...D O E N T E S


Ps.: Bom acho que minha insônia serviu pra alguma coisa! Um dos textos que senti mais prazer em escrever.
Visualizar

quarta-feira, 23 de março de 2011

EMBARCAR


Sempre gostei da palavra EMBARCAR. Embarcar significa entrar num meio de transporte pra se locomover para um determinado destino. Significa viajar! Nos embarcamos em ônibus, avião, navio, táxi, carro, etc. Porém no dia 06/02/78 as 08:15h eu entrei em uma grande embarcação. Embarquei na minha própria vida! A princípio eu não sabia o que aconteceria, por isso tive muitas pessoas para me ajudarem a guiar minha embarcação até o tempo que eu pudesse sozinho dar rumo ao meu barco! Algumas pessoas responsáveis por me ajudar nesse processo de aprendizado desistiram no começo da minha viagem e pularam do barco. Algumas vezes precisei de um conselho e não encontrei ninguém a bordo. Muitas vezes eu não entendia o porquê não podia andar por determinado caminho ou fazer alguma manobra. Aprendi desde cedo que a viagem teria dias ensolarados, mas também muitos dias de tempestades, e que justamente nesses dias de maior turbulência eu precisaria permanecer mais firme. Também percebi que depois das tempestades eu estava mais forte!
Hoje sou o capitão da minha própria embarcação e apesar de ter 33 anos, algumas vezes ainda tenho duvida em que caminho devo seguir, porém desejo que a minha viagem seja intensa e que mesmo que eu erre o caminho, vou aprender com o retorno. Sei que se de um lado o céu está nublado, em algum lugar faz sol.
No amor é preciso unir os barcos e viajar juntos, os mapas devem ser unidos e o roteiro ser feito junto. Não pode deixar que as engrenagens enferrujem, por isso é muito importante a manutenção. é preciso contantemente reanalisar o roteiro e assim verificar se a viagem está sendo prazerosa para ambos. Muitas pessoas embora estejam na mesma embarcação uma tem dias de sol a outra dias chuvosos.
A profissão é outra que precisa de extrema atenção. Não se pode ficar parado, pois se isso acontecer outra embarcação vai chegar na frente e a nossa vai encalhar.
Aos meus amigos digo que se um dia precisar de ajuda com sua embarcação, ou se estiver fraco demais pra remar, suba na minha até que estejas forte o suficiente pra seguir viagem.
Não podemos viver como diz a música: "deixa a vida me levar, vida leva eu"! Não, não podemos! Somos nós que damos o rumo as nossas vidas! Também não devemos dar ouvidos as pessoas que tentam nos desmotivar porque suas vidas estão paradas!
Cada minuto da viagem vale a pena, e garanto que a tempestade faz o marinheiro cada dia mais forte.



sexta-feira, 11 de março de 2011

CONSELHOS DE MIM PRA PRA MIM MESMO E PRA QUEM POSSA INTERESSAR




Muitas vezes sofremos pela experiência de tomarmos as atitudes erradas. Muitas vezes desejei que alguém me conduzisse pelo caminho, mas o que de fato aconteceu é que andei só, num caminho escuro, tortuoso e com várias bifurcações! Como eu desejei um farol pra me guiar! Infelizmente tive que aprender com os erros, então eis aqui meus conselhos pra mim mesmo:

  1. As pessoas são mais importantes que as coisas;
  2. Gestos são os gritos de nossas palavras;
  3. Não tenha vergonha de nada, não se preocupe com o que ou outros pensam. Se as pessoas te criticam é porque não têm coragem de fazer o que você faz, mas morrem de vontade de fazer;
  4. Trate todas as pessoas igualmente, independente de raça, sexo, religião, orientação sexual ou posição social. Isso é caráter;
  5. Ouça as pessoas com atenção! E por favor, fale menos;
  6. Sorria sempre! O sorriso abre portas;
  7. Olhe nos olhos e verás o brilho do ser humano;
  8. Chore! E deixe que toda amargura escorra junto com as lágrimas! Não guarde rancor;
  9. Não seja duro com você! Mas também não cobre demais dos outros;
  10. Não julgue! Lembre-se: seu telhado também é de vidro;
  11. Não fale por trás aquilo que não teria coragem de assumir na frente de alguém;
  12. Aceite todas as diferenças;
  13. Não seja sistemático, mude todos os dias;
  14. Exercite seu corpo mas não esqueça seu cérebro;
  15. Tome um banho de chuva, pise na lama, faça castelo de areia, brinque mais;
  16. Diga as pessoas que você a ama, mas não esqueça de demonstrar isso;
  17. Nunca minta! Nem pra você mesmo;
  18. Não deixe que te assustem com a culpa, faça o que tens vontade;
  19. Siga o coração;
  20. Passe mais tempo com sua família;
  21. Não desconte sua raiva em pessoas que não estão envolvidas com seus problemas...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O MONOLOGO DA MINHA PRÓPRIA MORTE (parte 1)

Não! Eu não morri! Também não ressuscitei! Ainda estou vivo!Bom... ... Acho que estou! Mas não posso afirmar isso com absoluta certeza.
Dizem que notícia ruim corre rápido, então quis por isso a prova. Coloquei ao lado do meu nome no Orkut a palavra  FALECIDO. E assim ficou, Adriano Figueiredo Amores FALECIDO!!! Hahahaha! Estranha sensação brincar com a própria morte! Mas parece que a notícia ruim não corre tão depressa assim! Ou isso não foi uma notícia ruim? Será que minha morte é um bem pra humanidade?Já fazem duas horas que coloquei isso lá e até agora ninguém me ligou pra perguntar se eu estou vivo... Mas quem ligaria pra um morto né? Seria cômico alguém ligando no meu celular e me perguntando se eu estou vivo!!! Ainda há pouco o telefone tocou, fui correndo atender, achando que era alguém querendo saber quando seria o enterro... Que decepção, era apenas uma pessoa querendo cancelar uma reunião com minha esposa!!  Como será que as pessoas  vão reagir no dia em que eu morrer? Michael Jackson jamais saberá o que aconteceu com seus familiares, as brigas, o tempo que demorou pra enterrar seu corpo, as homenagens nunca feitas enquanto estava vivo.
Quem seria o doido de imaginar sua própria morte? Acho que teve alguém que ficou famoso escrevendo sobre isso... não me recordo quem... Mas é famoso!!!! Então resolvi escrever o Monologo da minha própria morte. Seria mais interessante e mais engraçado se fosse o monólogo da vagina ou do pênis, ou quem sabe até mesmo do ãnus.  A vagina alguém já escreveu sobre ela! Já está muito vulgarizada pelo excesso de uso. O pênis anda meio caído, meio derrubado, cabisbaixo então é melhor nem mexer com ele. Dizem que é depressão pós coito. Sobraria o ãnus para meu monólogo, mas ultimamente tem tanta gente tomando no ãnus que é melhor deixar o oriundo relaxar! Relaxar! Essa é a palavra que deveria definir a vida. Todo mundo vive muito estressado, nem parece que todos nós fomos feitos de uma boa gozada, ou pelo menos quase todos!
Quem nunca passou por um momento na vida em que tudo parecia um grande emaranhado de fios e desejou não estar ali. Ninguém tem uma vida perfeita e cem por cento feliz, isso é natural do ser humano. Ora reclamamos porque estamos muito magros, ora por estamos gordos, reclamos por que o telefone tocou na hora em que queríamos descansar, também reclamamos que ninguém ligou no dia no nosso aniversário. Reclamamos porque chove, porque ta quente, porque ta frio, porque garoa, porque venta demais, porque está abafado. Reclamamos, reclamamos e reclamamos. Murmuramos, questionamos, resistimos, nos fechamos!
Imaginar sobre minha própria morte me fez refletir sobre muitas coisas da vida. Em cerimônias fúnebres é comum ter alguém dizendo palavras sobre o falecido, alias, todo mundo que está presente ali tem alguma memória boa ou não do pobre coitado do falecido. Geralmente são escolhidas algumas pessoas para falar publicamente. E essa pessoa ressalta todas as qualidades dessas pessoas. Parece que o individuo nunca errou, nunca foi rude, nunca teve um momento ruim na vida, nunca brigou com o cônjuge, nunca magoou ninguém e que o céu já lhe está garantido. Fiquei imaginando eu mesmo dirigindo a minha própria reunião fúnebre!Acho que seria assim:
 Primeira coisa, adoro flores, mas aquela coroa é ridícula e fede morte! Ou será que o morto que está fedendo sou eu? Fora aquela coroa de flores. Se for mandar flores, mande uma com um perfume melhorzinho. Sou um morto exigente!
Já pode descartar a idéia de cremar! Esse corpinho é muito lindo e só eu sei o trabalho que tive pra conservar e até mesmo consertar ele. Virar churrasco não! Não combina com a minha cútis. Mamãe fez com tanto carinho e você fica querendo destruir tudo. Vai te catar!
Essa é uma ocasião que deveria ter uma lista de convidados. Tem pessoas que não podem faltar e tem outras que eu dispenso, sei que vão lá só pra tomar o chá e comer aquela bolacha água e sal sem gosto e ainda por cima sair falando mal de mim. Tudo bem, pode falar mal, mas não me deixe escutar, porque se eu souber eu volto e faço um barraco na sua casa! Eu boto fogo no seu colchão, eu faço prato voar, eu desligo a TV e nem o Padre Quevedo vai me conseguir explicar. Por isso sou contra de ir qualquer pessoa! Já te convidei pra ir a minha casa? Já te chamei pra ir a minha festa de aniversário? Você esteve no meu casamento? Então o que você está fazendo aqui? Aposto que ta enchendo a barriga de chá e falando mal de mim, ou contando piada! É claro você pode ir se for muito amigo de um dos meus filhos ou esposa. E estiver ali pra consola-los! E pode colocar roupa preta, eu acho chique e também da aparência de que você está mais magro! Se chover na hora do enterro melhor ainda, fica mais chique! Eu sou uma pessoa fina!!! (risos) Se você não me conhece vai acreditar que eu ligo pra isso, quem me conhece sabe que meu traje favorito é bermuda, camiseta e tênis.
O caixão! Esse é um item importante, afinal vou passar muito tempo dentro dele! Tem que ser confortável! Não sei dormir sem travesseiro então isso é um item fundamental no meu caixão. Não precisa ser nada chique, mas também não vamos esculachar, se o fundo do caixão cair mais pratos vão voar! E outra, eu sou claustrofóbico, da pra deixar alguma coisa aberta? Se eu acordar e estiver tudo trancado eu morro novamente de tanto pânico.
Uma música de fundo vai ajudar a tirar o clima pesado. Não! Nada de musica sacra! Ta fora de moda! Poe Shakira! Melhor coisa! E não assuste se eu mexer os ombros, afinal é Shakira!

Estou Vazio

Estou cheio de mim

Estou cheio das pessoas
Estou cheio de desanimo
Estou cheio de medo
Estou cheio de pesadelos
Estou cheio de insegurança
Estou cheio de sonhos não realizados
Estou cheio de tédio
Estou cheio de pessoas ao meu redor
Estou cheio de solidão
Estou cheio de inquietude
Estou cheio de desejos
Estou cheio de tudo
Estou vazio sem você
Mas onde estará você?
Quem será você?
Por favor me encontre
Complete-me!

Adeus

"Um dia você vai estar sozinho, vai fechar os olhos, e tudo estará negro. Os números da sua agenda passarão claramente na sua frente e você não terá nenhum pra discar. Sua boca vai tentar chamar alguém, mas não há alguém solidário o bastante para sair correndo e te dar um abraço, nem te colocar no colo e acariciar seus cabelos até que o mundo pare de girar. nessa fração de segundos, quando seus pés saírem do chão, você vai lembrar da minha ternura e do meu sorriso infantil. Virão súbitas memórias gostosas dos meus abraços e beijos, da minha preocupação com você... E só vão ter algumas mpusicas repetindo no seu rádio: as nossas. Em um novo momento você vai sentir um aperto no peito, uma pausa na respiração e vai torcer bem forte para ter o nosso mundinho delicioso de novo. O nome disso é saudade, aquilo que eu tinha tanto e te falava sempre. E quando você finalmente discar meu número ele estará ocupado demais, ou nem será mais o mesmo, ou até eu nem queira mais te atender. E se você bater na minha porta ela estará muito trancada, se aberta, mostrará uma casa muito vazia. Seus olhos te ensinarão o que é lágrimas, aquelas que eu te disse que ardiam tanto. O nome do enjôo que você vai sentir é arrependimento, e a falta de fome que virá chama-se tristeza. Então quando os dias passarem e eu não te ligar, Você encontratá a famosa solidão. A partir daí o que acontecerá, chama-se surpresa"

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O dia em que virei biscate!

Homem não ama! Homem faz sexo! Homem transa! Homem trepa! Homem engana! Homem mente! É essa verdade que tentei colocar em minha mente! Mas sabe o que é pior???? EU NÃO CONSIGO! Eu queria ser assim, eu realmente queria! Eu preciso de sentimento, eu preciso sentir a pessoa junto, eu preciso de cumplicidade, eu preciso de amizade... mas infelizmente tudo que encontro é um bando de pessoas fúteis, interesseiras, medíocres, hipócritas, mentirosas. Eu juro pra mim que não vou me envolver com ninguém e quando vejo ja estou envolvido! Sou facilmente enganado! Não entendo como uma pessoa num dia diz que sente sua falta que esta com saudades e no outro dia acorda dizendo "quero ficar só"! E aí fico com aquele nó na garganta, uma vontade louca de gritar mas a voz não saí. Então agora virei biscate!

terça-feira, 8 de junho de 2010

Semi-existência...

É imenso o deserto que se forma em minha alma.
E seco torna-se o meu coração pela falta de esperança.
Montanhas rochosas formei ao meu redor para proteger-me do meu próprio abismo.
No fim do túnel só vejo mais trevas.
Vejo minha lápide sem epitáfio algum, pois minha vida é como uma árvore seca.
Sem sentido.
Nada faz sentido.
Nada tem sentido.
Assim como eu não tenho sentido nada.
Morto estou.
Sem Cor.
Pálido.
Preto.
Branco.
Fraco.
Seco.
Frio.
Fosco
Pávido.
Inerte
Escasso.
Insano.
Impróprio.
Impuro.
Vivo, mas sem vida!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Pequenos Grandes Gestos

Esses dias eu estava tentanto lembrar qual foi minha melhor festa de anivesário, e de fato não lembrei de muitas... a maioria foi eu mesmo que juntei amigos na minha casa apenas pra bater papo, e provavelmente se eu não os tivesse chamado eles nem teriam lembrado... Mas sim, eu tive uma melhor festa de aniversário!!!! E você pode não acreditar, mas eu não estava nessa festa! Bom mais ou menos!!! Eu não estava físicamente! A festa foi organizada pela minha avó! Ela no Paraná e eu em Belo Horizonte. Então ela fez o bolo, colocou na mesa junto com um porta retrato com uma foto minha, juntou os outros netos que estavam na casa e cantou parabens! (lágrimas) Quer festa melhor que essa? Nem sei qual era o sabor do bolo, provavelmente foi um bolo comum, sem recheio ou cobertura, eu nem sequer pude come-lo, mas foi feito pra mim, só pra mim!!! (mais lágrimas)
Pensando nisso tudo percebi que durante minha vida toda eu vivo me preocupando com as pessoas tantando antecipar suas necessidades, lembrando de datas importantes e tentando agradar as pessoas!Sou eu que sempre cuidei das pessoas! Mas não acho isso ruim não, eu gosto de ver o sorriso das pessoas quando são "regadas"! Eu quero cuidar das pessoas, mas também quero ser cuidado!
Pra me fazer feliz não é preciso grande gestos, ou um presente caro! Pequenos atos como fazer um bolo de fubá é o suficiente pra me fazer sorrir! Ou uma mensagem logo de manhã desejando um bom dia faz com que eu tenha um dia mais produtivo!
Bom o que eu quero enfatizar é que os pequenos gestos é que se tornam grandes gestos e fazem felizes aqueles que buscam felicidade.

domingo, 4 de abril de 2010

Fera Ferida!


Ai vai um texto em homenagem a uma grande amiga! Amiga de mesmo signo, amiga que quase foi sogra (desculpa, não da pra perder a piada). Nos conhecemos desde 1993, e sempre gostei muito de falar com ela, outras pessoas podem nos achar estranhos pelas nossas idéias, mas nós nos entendemos!
Acabei com tudo
Escapei com vida   (fraco, mas vivo)

Tive as roupas e os sonhos
Rasgados na minha saída
Mas saí ferido
Sufocando meu gemido (meu travesseiro é salgado pelas lágrimas que o enxarquei muitas noites)

Fui o alvo perfeito
Muitas vezes
No peito atingido
Animal arisco
Domesticado esquece o risco

Me deixei enganar
E até me levar por você
Eu sei!
Quanta tristeza eu tive

Mas mesmo assim se vive
Morrendo aos poucos por amor
Eu sei!
O coração perdôa
Mas não esquece à tôa
E eu não me esqueci...
Não vou mudar
Esse caso não tem solução
Sou Fera Ferida
No corpo, na alma
E no coração
Eu andei demais
Não olhei prá trás
Era solto em meus passos
Bicho livre, sem rumo
Sem laços!...
Me senti sozinho ( e ainda me sinto)
Tropeçando em meu caminho
À procura de abrigo
Uma ajuda, um lugar
Um amigo...
Animal ferido
Por instinto decidido
Os meus rastros desfiz
Tentativa infeliz
De esquece
r...
Eu sei!
Que flores existiram
Mas que não resistiram
A vendavais constantes

Eu sei!
Que as cicatrizes falam   (as minhas gritam)
Mas as palavras calam    (milhares de palavras ja foram sufocadas por medo)
O que eu não me esqueci...
Não vou mudar
Esse caso não tem solução
Sou Fera Ferida
No corpo, na alma
E no coração
Sou Fera Ferida
No corpo, na alma
E no coração...
A música é perfeita. Apesar de estar ferido, cheio de cicatrizes(algumas que ainda sangram), começo agora a reconstruir, a renascer! Confesso que muitas vezes acho que não tenho mais força, e ai eu penso, só mais um pouquinho, e consigo viver mais um dia! Confio que meu jardim reflorescerá, que a vida voltará a ser vivida e que a fera, mesmo que ferida mostrará toda sua força, sua garra! Mesmo que alguem pense que "este caso não tem solução" vou continuar a procurar a resposta!
Vou tomar muitos banhos de chuva e quem sabe até passar horas olhando pra um cachoeira, até o sol se pôr e depois passar a noite vendo as estrelas! Quero ir a uma praia deserta! Quero fazer um cruzeiro! Quero passar a noite dançando! Quero conhecer pessoas estranhas! Quero assistir um filme com uma boa compania! Quero que meus amigos saibam que eu os amo! Quero reunir todos os meus amigos! Quero recordar meus amores! Quero amar e me sentir amado. Sou grande mas ainda quero encontrar o conforto de um colo! Quero receber  mais abraços! Quero dar mais abraços! Quero falar mais! Quero continuar a sentir as pessoas só de olhar em seus olhos! 
Acidente acontecerão em todo o percurso, estou ciente disso! Mas dias melhores virão! Isso só depende de mim!

quinta-feira, 25 de março de 2010

A Pessoa Errada

Recebi esse texto do meu mais novo melhor amigo de infância, Junior! KKKK

A Pessoa Errada


Pensando bem, em tudo o que a gente vê, e vivencia, e ouve e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente. Existe uma pessoa, que se você for parar pra pensar, é na verdade, a pessoa errada. Porque a pessoa certa faz tudo certinho: chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas.Mas nem sempre precisamos das coisas certas. Aí é a hora de procurar a pessoa errada. A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor. A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar, que é para na hora que vocês se encontrarem a entrega seja muito mais verdadeira.A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa. Essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lagrimas, essa pessoa vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca uma inesquecível noite de amor. Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar toda a vida esperando você.A pessoa errada tem que aparecer para todo mundo, porque a vida não é certa, nada aqui é certo. O certo mesmo é que temos que viver cada momento, cada segundo amando, sorrindo, chorando, pensando, agindo, querendo e conseguindo. Só assim, é possível chegar aquele momento do dia em que a gente diz: "Graças a Deus, deu tudo certo!", quando na verdade, tudo o que Ele quer, é que a gente encontre a pessoa errada, Para que as coisas comecem a realmente funcionar direito prá gente.

Nossa missão: Compreender o universo de cada ser humano, respeitar as diferenças, brindar as descobertas, buscar a evolução.



Luis Fernando Veríssimo


quarta-feira, 24 de março de 2010

COISAS BOAS DA VIDA

É fato que na vida temos muitos problemas, desencontros, desilusões, fracassos, tristezas, desafetos. Confesso que muitas vezes fico tempo demais mumurando da vida por causa desses percalços. Hoje resolvi fazer diferente e vou enumerar as COISAS BOAS DA VIDA:


Ouvir meus filhos dizendo: Pai eu te amo! (e eles fazem isso com grande frequência);
Assistir filme com meus filhos, seja em casa ou no cinema;
Ouvir os conselhos da minha mãe e poder desabafar os problemas da vida e saber que ela vai me ouvir;
Ter uma irmã linda que é uma grande amiga;
Ter sido criado por uma avó que era capaz de dar sua vida por mim;
Cozinhar com  meus filhos ao redor me ajudando;
Chegar em casa depois de um dia de trabalho e estar feliz por ter tido um dia produtivo;
Ter uma casa pra morar, por mais simples que seja;
Encostar a cabeça no meu travavesseiro e sentir paz;
Ter amigos que me orientam quando eu penso em fazer besteira;
Receber noticia de alguém que eu gosto muito;
Saber que eu sou saudável;
Enxergar, mesmo que com um olho só;
Ter um bom emprego, que me da o sustento;
Descobrir depois de 32 anos que eu não sou medroso e que tenho coragem pra mudar minha vida;
Tomar banho de chuva;
Rir a toa;
Brincar de ser criança;
Receber declarações de amor;
Fazer declarações de amor;
Receber elogios dos meus alunos;
Jogar o jogo do contente;
Ouvir música;
Conversar ouvindo música;
Assistir filme com alguém especial;
Tomar chocolate quente no frio;
Passear na avenida Paulista;
Brincar de Palhaço;
Ser palhaço por natureza;
Assistir uma boa peça de teatro;

tem mais um monte de coisas que quero escrever depois...

quinta-feira, 4 de março de 2010

Ainda falando em lágrimas..

Homem não chora
Nem por dor
Nem por amor
E antes que eu me esqueça
Nunca me passou pela cabeça
Lhe pedir perdão
E só porque eu estou aqui
Ajoelhado no chão
Com o coração na mão
Não quer dizer
Que tudo mudou
Que o tempo parou
Que você ganhou
Meu rosto vermelho e molhado
É só dos olhos pra fora
Todo mundo sabe
Que homem não chora
Esse meu rosto vermelho e molhado
É só dos olhos pra fora
Todo mundo sabe
Que homem não chora
Homem não chora
Nem por ter
Nem por perder
Lágrimas são água
Caem do meu queixo
E secam sem tocar o chão
E só porque você me viu
Cair em contradição
Dormindo em sua mão
Não vai fazer
A chuva passar
O mundo ficar
No mesmo lugar
Meu rosto vermelho e molhado...

Lágrimas

1 lágrima
2 lágrimas
3 lágrimas
4 lágrimas

5 lágrimas...
... 347 lágrimas

É dona Izalina... parece que ainda ouço sua voz dizendo que tudo vai passar... embora as vezes acho que não tenho mais forças, paro, respiro e lembro de suas palavras... o vazio que você deixou em mim é enorme... 9 anos que você se foi, bom, sei que não me abandonou pois ainda sinto sua presença muito forte...
Eu estava agora ouvindo uma música que ouviamos juntos, mas nunca tinha prestado atenção na letra, ao ouvir ela hoje, percibi que você sempre dizia aspalavras dela pra mim...

segue a musica

Não quero ver você triste


(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

O que é que você tem?
Conta pra mim
Não quero ver você triste assim
Não fique triste
o mundo é bom
A felicidade até existe
Enxugue a lágrima
Pare de chorar
Você vai ver, tudo vai passar
Você vai sorrir outra vez
Que mal alguém lhe fez? Conta pra mim
Não quero ver você triste assim.
Olha, vamos sair
Pra que saber aonde ir ?
Eu só quero ver você sorrir
Enxugue a lágrima, não chore nunca mais
E olha que céu azul
Azul até demais
Esqueça o mal, pense só no bem
que assim a felicidade um dia vem
Agora uma canção, canta pra mim
Não quero ver você tão triste assim.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

MENTIRAS e VERDADES

Aqui estou eu mais uma vez sem rascunhos! tenho tantos textos ainda no papel...

Vou começar mais uma vez com uma música, essa gravada em 1946 por Isaura Garcia! A música diz fala sobre uma carta e o trecho que quero usar diz o seguinte: "quanta verdade tristonha ou mentira risonha uma carta nos traz", E ai eu pergunto? O que é verdade ou o que é mentira? Muitas vezes é tão mais confortavel brincar de mudo, cego, surdo e BOBO do que se deparar com a verdade tão dolorida! Mentir é confortar, é ser confortado! A verdade dói, incomoda, machuca, feri, mata...
Eu sempre gostei de dizer a verdade, e sempre preferi que me dissessem a verdade, sem rodeios... hoje porém analisando toda uma situação, dou a minha própria sentença: EU SOU UM MENTIROSO! Passei 15 anos mentindo! E o pior, mentindo pra mim mesmo, tentando me enganar e esconder o que eu  achava ser sujo! Porém eu não sou o único mentiroso, pessoas com viveram comigo e que hoje me julgam mentiroso são tão mentiroras quanto! Sim eu menti por dois anos, até que não aguentei e falei a verdade, porém quem se diz o dono na verdade, mentiu por 12 anos! Pode até tentar usar a palavra omitir pra tentar amenizar as coisas, mas pra mim, omissão é uma meia verdade, uma verdade incompleta, é DESLEALDADE!
Mas o pior de tudo é ter aberto todas as páginas da minha história pra alguém, por sentir confiança e amor, e hoje ver que a pessoa cospe nessas páginas! Esse é o preço de ser verdadeiro, de falar demais! Eu tenho fraquezas e preciso de ajuda, e sempre busquei ajuda! Hoje eu entendo uma frase que vi ha muitos, que dizia que seu maior inimigo um dia ja foi seu melhor amigo! Seu melhor amigo sabe onde você é forte, assim como sabe atacar sua maior fraqueza... E hoje eu sei disso... me sinto cada dia mais fraco, mesmo eu também conhecendo as fraquezas do meu inimigo, ja não tenho mais força pra contra-atacar... ... e eu que ja fui tão bom nisso, de saber usar as palavras certas na hora certa pra ferir, hoje simplesmente ja não consigo mais, joguei minhas armas, virei as costar e encostei na parede, e fico só esperando o ataques, que as vezes são apenas alfinetes, mas as alfinetadas também ferem...

Esse texto continua... preciso parar de escrever, pois tenho que sair agora... mas a cabeça ta borbulhando! mesmo assim vou deixá-lo publicado...

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Eu ja...

Eu...
Sou normal (eu acho)
Ja tive ciúme
Ja passei vergonha
Ja andei com calça rasgada na rua
Ja usei roupa estranha
Ja saltei de Bungee jump
Ja fui no playcenter
Ja morei no Paraná
Ja Morei Em São Paulo
Ja morei em Minas Gerais
Ja fui no Rio Grande do Norte
Já fui em João Pessoa
Ja fui em Porto Alegre
Ja passei férias na praia
Ja quase morri afogado em piscina rasa
Ja fiquei doente de tanto passar raiva
Ja fui magro
Ja fui gordo
Ja pulei no cemitério a noite
Ja fiz teatro
Ja ri a toa
Ja roubei uma rosa do vizinho pra dar a alguém
Ja preparei café da manhã para alguém
Já pensei em ligar mas não liguei
Já escondi sentimentos; sempre
Já dei risada pra não chorar
Já vi o dia nascer ao lado de alguém especial
Já colei na prova
Já levei um fora (muitos)
Já dei vários também
Já subi em árvore
Ja fui no Paraguay
Já sonhei e quando acordei esqueci
Já fiz surpresas
Já sonhei em ser médico, fisioterapeuta, professor de matemática, ator da Globo
Já me arrependi de não ter feito algo
Já declarei amores
Já assustei crianças
Já fiz alguém sorrir
Já fiz alguém chorar
Já passei frio de madrugada
Já fiz amigos eternos
Já amei e não fui amado
Já fui amado e não amei
Já perdoei erros quase imperdoáveis
Já fiz coisas por impulso
Ja deixei de fazer coisas que deveria ter feito
Já cumprimentei pessoas que não conheço
Ja contei historias
Ja falei mentira
Ja fui apresentador
Ja escutei a mesma música várias vezes seguidas
Ja falei o que não precisava ser falado
Ja dei vários foras
Ja dormi na casa de estranhos
Ja me irritei com alguém
Ja odiei alguém
Ja perdi noites de sono
Ja tive diarréia por causa de ansiedade
Ja passei Natal Sozinho
Ja fui muito timido
Ja senti vergonha pelos outros
Ja quis dizer “eu te amo” e não disse (muitas vezes)
Ja via alguém mexendo o nariz
Ja me despedi de alguém e senti dor
Ja fiz muita coisa que nem posso escrever aqui
Nunca usei droga
Ainda não saltei de para quedas
Ainda não fui pra espanha
Ainda não fui para os Estados Unidos

Era uma vez...

Era uma vez um menino que queria ser bom, mas não era! Ele queria ter sucesso, mas fracassou! Ele queria ser feliz, mas perdeu-se nas tritezas e mágoas!


Era uma vez um menino que queria viver, mas morreu! Causa da morte???  Não se sabe!! Pode ter sido morte natural, assassinato, suicídio ou um pouco de cada!

Hoje to assim

Vou escrever sem rascunho hoje... (coragem)

Nadei, nadei, nadei e morri na praia!!! É exatamente assim que estou me sentindo hoje! Apesar de ter vencido muitas batalhas, hoje sei que perdi a guerra, a maior guerra, a guerra contra mim mesmo! No coração um buraco, no peito mágoa, na veia ódio, nos olhos tristeza, nas costas cansaço, na boca um milhão de palavrões (todos os que eu nunca falei na vida)! E assim estou, cansado de lutar me entrego ao meu maior inimigo! E assim, completamente sozinho, sem amigos, sem ninguém...
Onde está o bem mais precioso?
Publicar postagem

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Uma Casa Modesta


“Eu comprei uma casinha tão modesta. Eu sei você não liga pra essas coisas”. Da música DIGA SIM PRA MIM, cantada pela Isabella Taviani e ouvindo ela no carro fui surpreendido com o seguinte comentário: “eu não quero uma casinha modesta!” Meu primeiro pensamento foi melhor eu ficar calado, mas a indignação não deixou e a resposta saiu: uma casa não precisa ser grande ou bonita pra ter felicidade, a felicidade é feita pela pessoas que habitam na casa e não no seu valor material. E mais uma vez tive que ouvir “uma casa precisa de conforto”. Concordo que de fato viver com conforto é bom, porém não é tudo! Acredito que minha casa tem conforto, porém quantas vezes não tive vontade de voltar pra casa, quantas vezes trabalhar até mais tarde era mais confortável que ficar em casa, quantas vezes caminhei por horas, porque minha casa me causava desconforto. Quantas vezes preferi dormir a desfrutar das compânia das paredes recém pintadas. Claro que eu queria ter uma televisão de 200 polegadas, mas minha felicidade não depende disso. De que adianta ter sofá lindo e não poder sentar nele porque ele é novo? Ainda aposto que a felicidade está nos gestos das pessoas que “convivem juntas” ( e uso essa redundância por saber na prática que é possível sim “conviver separado”)
Ainda lembro quando eu morava com meus avós no sítio. Não tinha energia elétrica, o piso era terra batida, paredes de madeiras com alguns buracos, telhas de barro que algumas vezes eram levadas pela chuva e vento, fogão a lenha e até mesmo dormi em colchão de palha, o comércio mais próximo ficava a 14km dali. Porém, mesmo com toda essa simplicidade, não lembro ter vivido mais feliz do que naquela época. Ver meu avô levantando mais cedo pra preparar o café todos os dias e levar pra minha vó ainda na cama, era algo que eu admirava muito. Nessa mesma época tive uma conjuntivite, medico era algo que não tinha ali perto, e eu acordava com os olhos grudados pela secreção da conjuntivite, e como eu não conseguia abrir os olhos, eu chama meu avô dizendo: “Pai Véio (era como eu o chamava) eu acordei!” e ele vinha com um pano úmido na água morna limpar meus olhos com todo carinho até eu poder abri-los. Viver ali era um sonho! Era uma casa modesta e por isso a preocupação era com as pessoas e não com as coisas. Não quero dizer todavia que não quero conforto! Claro que quero! Mas como eu já escrevi em algum lugar nesse blog, caixão não tem gaveta. Ninguém é lembrado pelo que tem, mas pelo que é! E se a pessoa for lembrada só pelas suas posses, mesmo que sejam muitas, essa pessoa teve uma vida miserável.
Uma casa modesta com pessoas que são cúmplices se torna um lar, um pedacinho do céu! Um castelo pode não passar de uma masmorra se seus moradores se sentirem preso ou escravos.
Eu quero ser rico! Quero ser rico de amigos, rico de amor, rico de compreensão... No final é isso que importa! Quando passamos a maior parte do tempo preocupados conosco mesmo, e procuramos somente a nossa própria felicidade, querendo ser apenas receptores, nunca conseguiremos ser completos e conseqüentemente nunca teremos uma lar com alicerce seguro. A felicidade vem através da doação de si mesmo!
E como comecei o texto com um música, também termino esse com uma música que era cantada pela Elis Regina: “Eu quero uma casa no campo onde eu possa guardar meus amigos, meus livros e discos e nada mais”

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Perdendo o Valor

Ainda  me lembro de algumas moedas que foram usadas no Brasil, como o Cruzeiro, Cruzado, Cruzado Novo, URV (unidade real de valor) e atualemnte o REAL. E tirando ZERO ou colocando ZERO mudam os valores. O dinheiro que outrora pagava uma refeição completa, hoje compra apenas um pão.
Hoje Percebi que muitas coisas na vida também mudam de valor. Ao arrumar minhas coisas para mudar de casa devido a uma separação, consegui colocar tudo que é importante  pra mim em duas caixas pequenas. Ao mexer nessas coisas revivi muuitos momentos. Momentos que foram importantes, foram preciosos e que hoje não tem valor. Cartas que juraram amor eterno perderam o encanto. Fotos que marcaram momentos perderam o brilho. Livros e revistas que antes os guardava com tanto cuidado hoje viraram lixo. Agora os porta-retratos estão sem fotos, os móveis são apenas moveis, a casa são apenas paredes, marido e mulher que viraram pai e mãe...
Sim, o nó estava na garganta, a vontade de gritar foi sufocada por lágrimas e silêncio! Vontade de correr! Vontade de sumir! Vontade de desistir! Vontade de voltar atras! Vontade de queimar tudo! Desespero ao ver a montanha de "tesouro-lixo"!
O que sobrou o lixeiro vai levar ou a traça vai comer e a história será apagada e esquecida. Junto com todo esse tesouro que virou lixo, foi também um pedaço de mim, alias 1/3 de mim, pois foram 12 anos de história. Mas sou brasileiro e não desito nunca e vou em busca do que é valioso agora!

Musica do Dia - Isabella Taviani - Outro Mar

Não digo mais nada

É melhor ficar calada
Que machucar seu coração
Palavras não desistem
De alcançar o entendimento
No nosso caso, discussão
E eu tenho medo
O silêncio quer gritar
Que me perdoe
Eu não posso mais ficar
Eu não quero mais
Abro as portas pra vida
Pra ser vivida
Abro os meus braços pro mundo
Tô livre sem rumo
Fecho meu corpo pra dor
Porque ainda é cedo pra viver um novo amor
A festa acabou
Meu vestido puiu
Nosso copo secou
Na última dança
Pisei teu sapato
A orquestra parou
E eu tenho medo
O silêncio quer gritar
Que me perdoe
Eu não posso mais ficar
Eu não quero mais
Abro as portas pra vida
Pra ser vivida
Abro os meus braços pro mundo
To livre sem rumo
Fecho meu corpo pra dor
Porque ainda é cedo pra viver um novo amor
E quando essa hora chegar
Impossível não saber
Sou um rio correndo pro mar
Para outro mar
Para outro mar
Abri as portas da vida, louca vida
Abri meus braços pro mundo
Não to mais sem rumo
Livrei meu corpo da dor
Porque chegou a hora de viver um novo amor



sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

MENINA




Meninos não choram! Isso quer dizer então que as meninas choram! E por que as meninas choram? Simplesmente porque são sensíveis, são meigas, são frágeis, porque são meninas... ...mesmo que sejam mulheres! Meninas vestem rosa ou azul e continuam meninas, meninas brincam de boneca e de bola e não perdem a delicadeza, meninas andam de mãos dadas e nem por isso perdem sua feminilidade.
Porém as meninas são más. Sim, elas são cruéis! Elas roubam nosso coração, controlam nossos pensamentos! E como elas conseguem isso??? Tente contrariá-la e você verá uma cara de tristeza, uma cara de “coitada de mim” ou de “ai como eu sofro” aí pronto, você perde sua força e faz tudo que ela quer, se ela derrubar uma lágrima então, é preferível enfrentar a morte!
Mas eu “contra-digo” o que escrevi acima e afirmo: As meninas são boas! Elas são cheias de compaixão! É verdade que elas roubam nosso coração, não posso negar isso, mas roubam para cuidar dele e sabem fazer isso como ninguém e por isso elas nos controlam, porque nos tornamos dependentes delas e quando elas nos olham com aquela carinha de piedade, apenas querem dizer: “me ame assim como eu te amo!”
Eu não posso dizer como é ser uma menina, pois não sou uma! (ufa!) Mas eu preciso de uma menina do meu lado, uma menina pra me completar, pra me dar abraços de urso, ou beijinhos na ponta do nariz, pra andar de bicicleta comigo, pra comprar minhas brigas. Uma menina que divida sua vida comigo, que suas mãos se encaixem perfeitamente na minha, que meu coração diga que sou seu, que eu possa ficar em seus braços